quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Pedófilo: Vá para a Grécia!

Grécia reconhece pedófilos e exibicionistas como deficientes com direitos econômicos

 Não bastassem as consequentes "cagadas"(sic) da Social Democracia Grega, agora há um novo aparato na Lei para que pedófilos sejam tratados como "normais" no país, recebendo benefícios maiores até do que um diabético. Para quem tem as belas praias e um grande centro cultural, a Grécia agora acaba de se tornar também o paraíso dos pedófilos. Isso que, econômicamente, o país atravessa seus "rios de bonanza" e pode dar auxílio a todo tipo de gente, com o perfeito sistema da política Social Democrata.

Ironias à parte, compartilho a opinião de Juanjo Romero, abaixo, que retrata o que o novo quadro grego:




"Eu reconheço que tenho um aquecedor super-duper. Talvez por coincidência. Eu estava escrevendo uma análise das iniciativas do governo britânico para combater a sexualização das crianças, e o escândalo de pedofilia em Hollywood com os jovens atores, mas apaguei, completamente desanimado.


Acontece que ontem a "Confederação Nacional das Pessoas com Deficiência" na Grécia ficou apática. Se ontem o problema foi como eles seriam capazes de cumprir os compromissos de ajuda às pessoas com deficiência, agora o escândalo é conhecer a proposta do governo:


A lista será ampliada para incluir os pedófilos e exibicionistas, não discriminando, suponho, também para os incendiários, jogadores, fetichistas e masoquistas sado. Assim, de acordo com cálculos feitos associações de deficientes, um pedófilo vai receber mais ajuda do que um diabético ou uma pessoa à espera de transplante. Para quê? Além de questões econômicas e estéticas, isso é para loucos.




Quebradas as barreiras da moral, que são, pelo menos, uma salvaguarda do próprio indivíduo, tudo é permitido. É preciso muita imaginação para considerar as seguintes cenas, os conjuntos de passos até que lidera a nação. Eu poderia enumerá-los, mas eu disse não, no humor.


Talvez a decisão está em perfeita harmonia com a perda da noção de responsabilidade pessoal pelas ações. Ações do governo grego em política e economia estão na linha."




Juanjo Romero


Juanjo Romero 
Casado e pai de família grande. Hispano-Cubana. Fumante. Ele ensinou-Middle e High School, em seguida, foram COU, BUP e EGB e Analista de Pesquisa de Mercado. Atualmente combina seu trabalho em um endereço conoZe.com multinacionais, que também é o fundador.
Agora também Director Técnico InfoCatólica.
Participa regularmente no rádio e publicações digitais.

Você pode contatá-lo em DeLapsis @ gmail, ou rastrear suas atividades no .

0 comentários :