quarta-feira, 11 de abril de 2012

Líder homossexual e o respeito


Em publicação no seu mural do facebook, o então líder do grupo gay da Bahia e um dos líderes máximos do movimento homossexual brasileiro, Luiz Mott, deferiu mais uma de suas garras contra o cristianismo. Interessante notar, entre os erros, um desconhecimento e reprodução de falácias de natureza própria:

Luiz Mott e um adolescente (*)

"5ª FEIRA SANTA O DIA MAIS GAY NA VIDA DE CRISTO

 Segundo o mito da Paixão de Cristo, na “5ª feira maior”, Jesus e seus discípulos participaram da Última Ceia. Antes, Jesus lavou os pés dos presentes, gesto essencialmente feminino, dando belo exemplo de transexualidade social, bem ao gosto queer.

Erro: Jesus fez isso porque simbolizava um gesto dos escravos, não de mulheres. Difundida a falácia, o sr. Luiz Mott desconhece a região, condições climáticas e sociais da época. A região é muito seca e de poeira. Para o judeu, que prezava pela limpeza corporal, o servo sempre fazia a lavagem quando chegava em casa.

E foi além: mandou que os apóstolos o imitassem, ou seja, arrombou as barreiras da heteronormatividade.  Comeram o cordeiro pascal não sentadinhos na mesa, como popularizou Leonardo da Vinci, mas sentados e semi-deitados no chão, sobre tapetes e almofadas, como eram as ceias orientais antigamente. E segundo os evangelhos, “João, o discípulo que Jesus amava, estava recostado sobre o peito do mestre durante a ceia.” 

Erro: A palavra "amor" escrita esta na forma grega de amor "amigo (fileos)" - não o amor sexual. Desconhecendo também a tradução, reproduz com ignorância e irracionalidade outra falácia. Não eram  "tapetes e almofadas" - até porque  os judeus não seguiam o padrão persa de vários tapetes em casa, principalmente nessa época

E fecha o texto, desferindo palavras desrespeitosas:
Que cena tão bela e explícita de homossociabilidade entre o Mestre de 33 anos e seu amado discípulo de 18 (começaram a namorar aos 15). Muitas pinturas e esculturas mostram Joãozinho corpo a corpo com Jesus. 5a Feira Santa é também o dia da instituição do sacerdócio. E tem instituição e grupo social mais gay na história do que os sacerdotes católicos? Os católicos deviam comemorar hoje o "dia do orgulho gay católico"!


De: Luiz Mott - publicado em seu mural no facebook.


(*) Luiz Mott havia escrito um texto chamado "meu moleque ideal" - onde descreveria um adolescente como objeto sexual, com conteúdo de pedofilia. Suas postagens, feitas em 2007, foram retiradas por motivos desconhecidos.
Mais informações sobre o texto: JulioSevero.com

3 comentários :

  1. Mas vejam o "probleminha" que o cidadão tem no lombo, por assim dizer: http://www.scribd.com/doc/76571163/Eliezer-de-Mello-Silveira-denunciou-Luiz-Mott-ao-Ministerio-Publico-Federal-da-Bahia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há tempos esse tipo de coisa é encoberta pelo movimento no Brasil! Lamentável nosso jornalismo também!

      Excluir