domingo, 2 de setembro de 2012

A verdade sobre o PT e as Farc




Por: Alejandro Peña Esclusa

Um escândalo que surgiu no Brasil pelas revelações da revista Cambio, segundo a qual os membros do Lula superior seria ligado às FARC.

Os próprios incriminados, incluindo o chanceler Amorim e o conselheiro Marco Aurélio Garcia, puseram-se aos gritos, dizendo que não tem nada a ver com as guerrilhas colombianas, e que, pelo contrário, foi o Partido dos Trabalhadores (PT ) que "apartaram as FARC do Foro São Paulo." No entanto, os fatos mostram que o PT eo próprio Lula não só mantiveram relações com as Farc, mas também com o ELN.

Em julho de 1990, o Partido dos Trabalhadores, juntamente com o Partido Comunista de Cuba, convocou uma reunião na cidade de São Paulo, para discutir o que fazer sobre a queda do Muro de Berlim e do suposto desaparecimento do comunismo. A reunião contou com a presença 68 forças políticas pertencentes a 20 países da América Latina, incluindo as FARC eo ELN.

Eles decidiram formar uma nova organização política, com alcance em todo o continente, que nomeou o Foro de São Paulo (FSP), e, assim, manter viva a utopia marxista. Eles estabeleceram um mecanismo de comunicação permanente, reuniões anuais, uma revista semestral-Free América e uma placa, chamada Mesa de Trabalho.

Tanto o PT e as FARC têm sido, ombro a ombro na Secretaria do Foro de São Paulo, desde a sua fundação a (pelo menos) em março deste ano, ou seja, por 18 anos. Enquanto o Conselho Editorial tem sido-Free América de sua primeira edição, até mais recentemente, um porta-voz para a PT e do número um das Farc, Manuel Marulanda, conhecido como Tirofijo.

A apreensão do computador de Raúl Reyes, ocorrido em março deste ano, acendeu os alarmes de todos os aliados do FARC, incluindo PT. Através dos discos rígidos foi demonstrado plenamente, não só uma afinidade ideológica, mas uma aliança política e operacional com narco-terrorismo colombiano. Essa sim foi a palavra de maior autoridade.

Assim, o PT pediu uma estratégia de dissociação, que começou em maio, na cidade de Montevidéu, com uma conferência de imprensa realizada pelo líder sênior PT - Valter Pomar, que atuou como Secretário Executivo do XIV Encontro do Foro de São Paulo.

Pomar anunciou com grande alarde de que as Farc não fazem mais parte do Foro de São Paulo. No entanto, para sua desgraça, Daniel Ortega foi responsável por negá-lo dois dias depois, quando ele fez um discurso inflamado em favor de Manuel Marulanda, que estava de pé ovação por todos presentes na reunião, incluindo a delegação do PT.

Em resumo, a ligação entre o PT e as FARC é fácil de provar. É dada pelo Foro de São Paulo. Existem milhares de documentos públicos que certificam. O problema é que Lula não é outro senão o presidente e o PT partido no poder. Portanto, embora não testa, quase não tem punição porque as autoridades querem evitar qualquer julgamento ou sabotagem.

Apenas uma Comissão da Verdade Internacional, composto por personalidades de toda a América, será capaz de trazer a doca e ir para a prisão por muitos anos que foram aliados da Colômbia narco-terrorismo.

link da postagem: www.pensamientocolombia.org

tradução: Blog Timbre Vivo

0 comentários :