quarta-feira, 5 de setembro de 2012

O mensalão e o confronto com o mal



Meus Amigos,



Por trás do drama coletivo do mensalão podemos enxergar os dramas pessoais das pessoas envolvidas no processo. O confronto com o mal está posto para todos, alguns com especial significado. O caso da banqueira Katia Rabelo é emblemático, a lembrar o caso da dona da Daslu, que morreu não faz muito tempo. É provável que, quando assinou o contrato com Marcos Valério e José Genoino, não sabia bem o que fazia. Era apenas um negócio que contava com a bênção do presidente da República, seu principal ministro e trazido por pessoas conhecidas. Mal sabia que estava traçando as linha para eventualmente ser condenada ao cárcere. O confronto com o mal envolve sempre os temas de sexo, dinheiro e poder. Aqui não é diferente, embora algumas dimensões não sejam totalmente reveladas ao público. A prisão é sempre um dos instrumentos do castigo. Para sobreviver ao confronto com o mal só com o consolo de duas virtudes: a humildade e a esperança. Quem não sabe rezar poderá ter dificuldades para sobreviver.







Cordialmente,

Nivaldo Cordeiro 

0 comentários :