sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Ditadura PTista comete atos de violência em Toledo - Oeste do Paraná

INTEGRANTES DO PT AMEAÇAM COLABORADORES DO JORNAL DO OESTE (TOLETO-PR)

Márcio Pimentel
Da Redação
TOLEDO

Faltavam exatos 15 minutos para as 2 da manhã quando meu celular tocou. Não quis acreditar quando do outro lado da linha um dos colaboradores do JORNAL DO OESTE relatava as ameaças e o impedimento em deixar o local de trabalho por integrantes e simpatizantes do Partido dos Trabalhadores (PT),partido que apoia o candidato Beto Lunitti (PMDB) na disputa eleitoral em Toledo, embora o irmão do candidato, Paulo Pagnussat, participou da confusão.

Uma dúzia de veículos, alguns adesivados com e outros com placas de outras cidades – como comprovam as fotos – se posicionaram em frente ao prédio do jornal na avenida Parigot de Souza, impedindo a saída dos colaboradores ao fim do turno de trabalho. O entregador Vicente do Carmo foi seguido durante muito tempo.

O portão que dá acesso ao Parque Gráfico foi forçado e os integrantes do partido impediram a saída dos exemplares, o que aconteceu apenas após a leitura completa da edição, algo que fere o princípio básico constitucional do direito de livre expressão. Como se não bastasse, a Lei de Imprensa é muito clara em relação ao trabalho do jornalista.

AMEAÇAS
Diante do relato segui em direção ao jornal e me deparei com uma cena que em nada lembra o slogan da candidatura do candidato, a quem não se pode imputar qualquer responsabilidade. Aliás, um bando de irresponsáveis agindo dessa forma, ameaçando pessoas que estavam trabalhando.

A turma da coligação “Humana e Participativa” permaneceu durante quase uma hora ainda em frente ao jornal, fotografando e filmando os colaboradores e amigos que chegaram para verificar o que estava acontecendo.

O responsável pela gráfica, Wagner Costa Moreira, contou o que aconteceu: “Estávamos tranquilos arrumando as coisas para ir embora, quando percebi que havia algumas pessoas encostadas no carro”, disse ele. Wagner afirmou que, neste momento, “uma caminhonete subiu sobre o canteiro central da avenida e daí corri para dentro do pátio”. Quando Wagner e os demais colaboradores foram na porta da frente, “várias pessoas estavam em frente ao jornal, impedindo nossa saída e forçando o portão de entrada que dá acesso à garagem”.


IRONIAS
Quando cheguei ao jornal, havia ainda um grande número de pessoas do outro lado do prédio, filmando e fotografando quem chegava para prestar solidariedade. Fotografei e pedi para um amigo filmar a turma que estava em frente ao prédio. Neste momento, algumas pessoas começaram a falar frases irônicas sobre o trabalho realizado pelo JORNAL DO OESTE, inclusive o vereador Paulo dos Santos, candidato à reeleição. Chamou a atenção ainda a presença do ex-chefe da 20ª Regional de Saúde, Edson Simionato.

Entrei em contato, então, com o coordenador da coligação “Humana e Participativa”, Marcos Sanchez, que considerou a atitude “normal. Uma vigília de campanha”. Ao insistir com ele que se tratava de uma ameaça, a resposta de Sanchez foi taxativa: “Isso é porque vocês publicaram uma pesquisa ilegal”.

Cabe esclarecer que o JORNAL DO OESTE registrou uma pesquisa junto ao Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) prevista para ser publicada na edição desta sexta-feira, porém, adiada em função da chuva forte durante esta semana, o que inviabilizou a tabulação dos dados por parte do instituto contratado.



DITADURA
Após a confusão, os colaboradores começaram a ir para casa, com alguns sendo seguidos por carros com pessoas mostrando armas como fossem pistoleiros no velho Oeste.

O vereador Paulo dos Santos, tão logo chegou um dos assessores jurídicos do JORNAL DO OESTE, atravessou a rua alegando se tratar de “uma ditadura”. A Polícia Militar foi acionada e rapidamente atendeu a ocorrência. Neste momento, Edson Simionato entrou no carro estacionado em frente ao prédio, com placas de Curitiba, e saiu, deixando para trás um ato de vandalismo, de ameaça, de terrorismo contra o jornalismo não apenas de Toledo.



clique na imagem para ampliar o boletim de ocorrência:

0 comentários :