quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

O terror na Coréia do Norte





No país onde ainda vigora REGIME COMUNISTA, SINISTROS FRUTOS DO MARXISMO – FOME E MISÉRIA APAVORANTES – constituem lição para o mundo e PARA OS PETRALHAS.

A Reforma Agrária destruiu a produção; E A FOME ATINGE ASPECTOS TÉTRICOS.

Verifica-se também casos de CANIBALISMO e de ASSASSINATO PARA VENDER CARNE HUMANA EM MERCADOS CLANDESTINOS, informou "O Globo" de 2-10-97, citando declarações de fugitivos do país ao jornal “South China Morning Post”, de Hong Kong. 

Refugiados e viajantes chineses descreveram CENAS DE TERROR: corpos estendidos nas ruas, violência e doenças por toda a parte, além de ANTROPOFAGIA, acrescentou notícia publicada em “O Globo” de 12-4-98. 

“Nossos vizinhos COMERAM a própria filha para não MORRER DE FOME. 

É verdade. Vi com meus próprios olhos”, disse uma testemunha de 23 anos ao referido jornal de Hong Kong (apud “Diário do Grande ABC”, 12-4-98).

A atual FOME matou cerca de DOIS MILHÕES de pessoas, o equivalente a 10% da população, reconheceram funcionários do governo norte-coreano que escaparam do país. 

Uma estudante de engenharia de 27 anos, também fugitiva, disse não ser mais possível CONTAR OS MORTOS. 

A FALTA DE ALIMENTOS, acrescentou, faz as pessoas circularem DESESPERADAS por todo o território (“O Globo”, 12-2-98). 

Tais cifras somam-se aos 1,6 MILHÃO de vítimas causadas pelo COMUNISMO na Coréia, no período 1917-1997, segundo o jornal “Izvestia” de Moscou (apud “Globo”, 31-10-97).

Organismos humanitários internacionais enviaram grandes quantidades de alimentos para os FAMINTOS. Mas, em vão! 

O Exército comunista, segundo a organização Médicos sem Fronteiras, CONFISCOU o material, consumindo-o ele próprio ou REVENDENDO-O NO MERCADO NEGRO.

A esse respeito, é sumamente significativa a reportagem do jornalista Ignacio Cembrero, do quotidiano espanhol “El País”, que visitou instituições oficiais. 

Portanto, o que o regime norte-coreano possui de mais PROPAGANDÍSTICO para exibir. Apesar disso, saiu espantado. Os olhares perdidos e as atitudes ausentes dos bebês de um ano numa creche oficial, ESTARRECERAM-NO. 

Há crianças afetadas por ANEMIA, ESCOBURTO, PELAGRA, MARASMO e BARRIGA D'ÁGUA formavam a maioria. 

Ao lado delas, brincava uma minoria razoavelmente alimentada: eram os filhos dos membros do partido do governo IGUALITÁRIO SOCIALISTA! (apud “Jornal do Brasil”, 4-10-98).



ps: postado numa página do facebook. As informações dos jornais estão corretas. Outras, podem ser averiguadas pelo site da Cruz Vermelha, UNICEF,  ou instituições mundiais de saúde. 


0 comentários :