segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Polícia denuncia plano de ataque das Farc


Em uma operação policial no município de La Palma, 150 km de Bogotá, foram apreendidos 250 kg de explosivo ANFO com os quais as Farc pretendia realizar atentados





Acampamento de Farcs
Acampamento de Farcs: porta-vozes da guerrilha se mostraram dispostos a estender a trégua para depois de domingo.

Bogotá - A polícia colombiana denunciou nesta sexta-fera um suposto plano das Farc para atacar com explosivos instalações policiais e militares em Bogotá, e que seria executado depois da conclusão, no domingo, da trégua unilateral decretada pela guerrilha.


Em uma operação policial no município de La Palma, 150 km de Bogotá, foram apreendidos 250 kg de explosivo ANFO, cordão detonador e seis granadas artesanais, com os quais as Farc pretendia realizar atentados, explicou o diretor da Polícia Nacional, José Roberto León.
Junto aos explosivos, os agentes acharam planos referentes a duas academias de polícia e outra escola do Exército situadas em Bogotá. Suspeita-se que estes eram os alvos do plano guerrilheiro.
O chefe da polícia afirmou que as Farc, mergulhadas desde novembro nas negociações de paz com o governo, em Cuba, pretendem retomar suas ações armadas quando terminar o cessar-fogo unilateral de dois meses, decretado como gesto de boa vontade para as negociações.
"De acordo com os relatórios da inteligência, as Farc estão fortalecendo suas capacidades durante esta trégua que eles mesmos declarara", afirmou León.
Porta-vozes da guerrilha se mostraram dispostos a estender a trégua para depois de domingo, desde que o governo colombiano decrete também um cessar-fogo.
O presidente Juan Manuel Santos descartou tomar esta medida até que sejam concluídas com êxito as negociações de paz em Havana, apesar de admitir esta semana que as Farc estão cumprindo com sua parte na trégua.

0 comentários :