terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Cel Paes de Lira contra os argumentos desarmamentistas


Muito mais preparado, conhecedor de campo (como coronel da Polícia Militar), o Coronel Paes de Lira (já entrevistado por esse blog) desenhou todo o retrocesso do desarmamento e as falácias do movimento desarmamentista. Como tem prática e conhecimento profundos, ele destroçou os argumentos de Antônio Rangel, do "Viva Rio" (que adora receber um dinheirinho estatal pra fazer suas peripécias). 


Algumas considerações:

"Promovido pelos maiores intelectuais" Apelo da falácia à autoridade. Não eram os "maiores intelectuais", mas apenas intelectuais que concordavam com a política. Como se os obamistas que estavam lá fossem discordar do desarmamento. 


"Eu estudo há 14 anos" - e não quer dizer que estude bem. Um astrólogo estuda astrologia há 14 anos pode achar que o universo gira em torno das estrelas. Isso não o faz um teórico competente. 

"O homem que chega bêbado, nervoso, mata a mulher" - Ele fala em "minorias de homicídios", mas cita casos de minorias em homicídios. 


"homem de bem matando homem de bem" - como se todo brasileiro fosse extremamente irracional. Até porque, sendo também culpa da educação esquerdista que causa esse vitimismo e violência no Brasil.  




0 comentários :