sexta-feira, 1 de março de 2013

Governo do RS custeará vinda de sexóloga filha de Raúl Castro ao Brasil


Mariela Castro, também deputada em Cuba, participará de uma série de atividades relacionadas à diversidade sexual no início de abril

A sexóloga Mariela Castro coordena o Centro Nacional Cubano de Educação Sexual Foto: Paolo Tittolo / Divulgação
A sexóloga Mariela Castro coordena o Centro
Nacional Cubano de Educação Sexual

A deputada Mariela Castro, filha do presidente de Cuba, Raúl Castro, será convidada do governo do Rio Grande do Sul para uma série de atividades no início de abril em Porto Alegre. Reconhecida pela luta pelo direito dos homossexuais, a ativista recém-eleita para o Parlamento cubano participará de um evento sobre diversidade sexual promovido por um grupo de psicólogos no dia 5 de abril. Mariela virá ao Brasil como “hospede oficial do Estado”.
Os custos da viagem da sobrinha de Fidel serão bancados pelo governo gaúcho. De acordo com Tarson Nunez, coordenador da assessoria para Cooperação e Relações Internacionais do gabinete do governador Tarso Genro (PT), a atividade faz parte de um amplo plano de troca de experiências entre o Estado e a ilha comunista. Através dessa parceria, por exemplo, o Rio Grande do Sul apoia projetos na área de agricultura familiar em Cuba. Em troca, o país caribenho participa de eventos sobre saúde, um assunto no qual é referência.
Mariela, 50 anos, é diretora do Centro Nacional Cubano de Educação Sexual. Ela deve desembarcar em Porto Alegre no dia 3 de abril e, no dia seguinte, fará visitas a dois hospitais gaúchos, além de ter uma audiência com o governador. No dia 5, ministrará uma oficina para gestores de saúde do governo do Estado, da Prefeitura de Porto Alegre e de outras cidades. À tarde, Mariela será a palestrante principal de um seminário sobre diversidade sexual no Brasil e na América Latina promovido pelo Centro de Educação e Orientação em Relações de Vida, uma entidade formada por um grupo de psicólogos.
De acordo com o governo do Rio Grande do Sul, além da filha de Raúl Castro, o médico cubano Ramón Rivero Piño também fará parte da comitiva. Outros dois palestrantes brasileiros virão de Brasília para o evento. Para isso, o Estado vai desembolsar cerca de R$ 12 mil para pagar passagens, hospedagem e alimentação dos quatro convidados. A parceria foi viabilizada a partir de um pedido da sexóloga Lúcia Pesca, que buscava apoio para promover o evento.
Em sua estreia como deputada, no domingo passado, Mariela prometeu trabalhar com mais empenho pelos direitos de homossexuais e lésbicas na ilha, inclusive a legalização do casamento entre pessoas de mesmo sexo. "Agora estou em um nível de decisão onde posso lutar para que aquilo pelo que estamos lutando se materialize", disse. Em maio passado, Mariela disse que seu pai apoiava a legalização das uniões entre pessoas de mesmo sexo.
publicado por Luciano Garrido num grupo de discussões. 

0 comentários :