sexta-feira, 16 de agosto de 2013

“Onde está Julio Severo?” perguntam militantes gays




Grupos gayzistas ficam furiosos com dossiê, mas grande imprensa não dá a mínima

Julio Severo
Fiquei sabendo que na semana passada Leó Mendes e outros ativistas gays foram visitar um apartamento de São Paulo para conversar com o senhor “Julio Severo.” Eles estavam todos muito indignados com o dossiê (http://bit.ly/1cCBiMg) divulgado no Blog Julio Severo e queriam fazer algumas cobranças para o dono do apartamento. Mas o “Julio Severo” que eles estavam procurando no apartamento não estava, conforme informação no site do Leó Mendes (http://archive.is/adHUY). Ao chegar ao endereço de São Paulo, eles foram informados de que “Julio Severo” havia fugido para os EUA.
Agora, até o advogado deles se sente com as mãos amarradas, porque não tem o endereço certo do Julio para mandar um processo em cima.
Ô dó! Por que não pedem uma grana para os financiadores (governo e demais trouxas) para uma viagem aos EUA para saber exatamente onde estou localizado? E daí se não me encontrarem? De todo jeito, vão torrar o dinheiro em São Francisco, a capital mundial das farras gays.
O endereço de São Paulo foi fornecido por Luiz Mott, o chefe da “inteligência” gay no Brasil. O que nem Mott nem Leó Mendes nunca contavam é que aquele que Deus esconde, ninguém acha. “… o rei, abruptamente, mandou… que prendessem o escriba Baruque e o profeta Jeremias. Mas Yahweh já os havia escondido.” (Jeremias 36:26 KJA)
Jeremias entregou a mensagem escrita que era para ser entregue, o rei se enfureceu e Deus escondeu Jeremias da fúria do rei.
No meu caso, entreguei um dossiê ao Brasil sobre como o movimento gay suga os brasileiros por meio de impostos, e o resultado foi que a ABGLT (http://archive.is/6z0AM) e Léo Mendes se enfureceram. Mas a grande mídia, eterna e incondicional aliada do supremacismo gay, não deu a mínima para a queixa deles.
Eu não acho certo o governo dar dinheiro nem para a Marcha para Jesus, que deveria, na minha opinião, ser bancada exclusivamente pelas ofertas voluntárias do povo de Deus. Imagine agora ter de aceitar que o dinheiro de imposto que é cruelmente arrancado aos montes de nossos bolsos seja jogado no buraco negro dos ativistas gays?!
Os supremacistas gays continuarão a buscar meu endereço, a fim de despejar sua fúria. Precisarão de aliados. Posso indicar o Genizah, também conhecido como Lixeira Gospel (http://bit.ly/1cHdSXT), que não tem motivações muito diferentes e está igualmente suando muito para saber minha localização exata, inclusive ameaçando expô-la publicamente — o que certamente lhe garantirá, da parte de Luiz Mott, indicação para o Prêmio Gay do Ano por relevantes serviços prestados à luta gay no Brasil. Enquanto isso, ficarão na suadeira do procura e acha.
Leitor sugere foto onde está Julio Severo
Por que tanto trabalho? O Deus que escondeu Jeremias não guarda segredo de ninguém. Se conversarem com ele, ele pode revelar tudo o que precisam saber, inclusive sobre a localização de Julio Severo.
Deus promete em sua Palavra:
“Invoca-me e te responderei, e te revelarei conhecimentos grandiosos e inacessíveis, que não sabes.” (Jeremias 33:3 KJA)
Quando Deus lhes der tal conhecimento inacessível, estarei de braços abertos para recebê-los, pois saberei que isso é um sinal de Deus para eles ouvirem o Evangelho transformador. Aos que já conhecem a Palavra, mas agem como ímpios ajudando a impiedade dos ímpios, será o chicote da Palavra.
Com ou sem ameaça de buscas ao meu endereço com outra motivação, continuarei este trabalho, pois conheço Aquele que me chamou. Aliás, quando fui informado de que a ABGLT havia colocado uma nota contra o dossiê no meu blog, ameaçando medidas judiciais, a rua onde moro estava sem energia elétrica por várias horas. Não havia luz nas casas, e nem na casa onde estou. Mas, estranhamente, meu computador e o modem estavam com energia normal na mesma sala em que a própria luz não funcionava! Fiquei de boca aberta. Minha esposa ficou de boca aberta. Parecia um recado divino dizendo: “Seu trabalho não pode parar.”
Com ou sem ameaças, com ou sem interferências, este trabalho não pode parar!

0 comentários :