domingo, 5 de janeiro de 2014

Morrissey e as bobagens do Movimento Revolucionário

"Anos atrás, o professor Olavo de Carvalho começou a alertar que, após os direitos dos pederastas [leia-se "vantagens, mimos e agrados estatais", pois direitos todos devem ter, independentemente de orientação sexual], o passo seguinte a ser dado pelos engenheiros sociais seria a normalização da pedofilia. Como sempre, foi chamado de lunático, teórico da conspiração etc.

Ainda hoje, por mais que as evidências abundem alarmantemente, poucos iluminados dão crédito quando dizemos que os pedófilos serão amanhã o que os gayzistas [não os gays!] são hoje.
Se o faz conscientemente, não tenho a menor idéia.
O fato é que esta celebridade faz simplesmente isto: equipara a pedofilia a uma preferência e atividade prosaica, comum, trivial -- e isso depõe em favor da pedofilia.
(Posto que não há engenharia que faça a doxa aceitar que bichos e seres humanos estão em um mesmo nível ontológico, como quer o sr. Morrissey.)"
 via Colombo Mendes





RIO — Para Morrissey, não existe diferença entre pedofilia e comer carne. "Ambos são estupro, violência e assassinatos. Se eu conheço alguém que come animais, eu me distancio", afirmou o ex-líder dos Smiths.

A declaração foi feita durante uma entrevista ao site "True to you", mantido por fãs. Na mesma conversa, ele revelou estar escrevendo um romance e disse que vai gravar um novo álbum.
"Imagine, por exemplo, se você está numa boate, e alguém diz: 'Oi, eu adoro derramamento de sangue, degolamento e a destruição da vida'. Bem, eu duvido que você vá trocar telefone com essa pessoa", comparou o músico.
Ele foi mais longe: "Se você acredita em matadouro público, então é como se você apoiasse Auschwitz. Não há diferença", disse, em referência ao campo de concentração nazista.
"Se Jamie 'Orrible acha carne tão saborosa, por que ele não coloca um de seus filhos dentro do micro-ondas?", disparou o cantor, que atualmente desfruta do sucesso de vendas de sua autobiografia, lançada no ano passado.
Morrissey também ameaçou os jornalistas de promover "inconsciência eterna" caso eles façam perguntas sobre os Smiths.
Vegetariano ativista, Morrissey pediu à produção carioca de seu show na Fundição Progresso, em 2012, que excluísse qualquer tipo de carne do cardápio da casa de espetáculos. Em 2009, ele se retirou do palco durante uma apresentação no Festival Coachella, na Califórnia, porque sentiu cheiro de carne.




© 1996 - 2014. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. 


postado no:
http://oglobo.globo.com/cultura/morrissey-diz-que-nao-ha-diferenca-entre-comer-carne-pedofilia-11209355

Um comentário :

  1. Morrissey despeja falácias e incoerências. Afinal, as picas que ele chupa são vegetais?

    ResponderExcluir