domingo, 7 de agosto de 2016

Rio 2016 e a lei que proíbe protestos nas arenas




Nesses jogos olímpicos de 2016, a turminha da esquerda que sempre esteve acostumada a "monopolizar" o discurso do Politicamente correto, sendo os senhores da verdade e se intitulam como os "democráticos", "anti-fascistas", etc., está sendo obrigada a engolir seco o fato de estar proibida de protestar nas arenas das Olimpíadas. Mas que paradoxo, não? Determinação essa, que consta na Lei Olímpica, sancionada pela Presidente Dilma em maio do ano corrente, dois dias antes do seu afastamento, onde o objetivo é proteger o conceito olímpico de "arenas limpas", sem interferências externas.

O que mais chama atenção é o fato de que a esquerda, que gosta de militar, protestar, usar o seu discurso de que está vivendo um golpe e gritar por todos os lados "Fora Temer", está tendo que aceitar e engolir esta lei e sendo proibida de denunciar isto, pois, quem sancionou a mesma foi a "Presidenta", que hoje eles defendem afirmando ser vítima de injustiça e Golpe de Estado.

Aquele momento em que o "esquerdinha" quer protestar contra o capitalismo e, principalmente, contra o "governo golpista", chateado por pagar um ingresso que custa 6 vezes o Bolsa Família, mas não pode, porque a "Dilmãe" sancionou uma lei proibindo manifestações nas arenas olímpicas. E, é claro, filmando tudo no seu Iphone e tomando aquela coca-cola opressora gelada. Que chato, hein?

0 comentários :