quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Caso de barbárie em Goiás: "deveríamos ter matado" - dizem as adolescentes que torturarm

O caso de barbárie extrema ocorrido na cidade de Trindad - Goiás, veio a público e viralizou em vários vídeos pela internet.

Quatro adolescentes torturaram, durante horas, uma outra por motivo fútil de ciúmes de umas das criminosas. 

“Minha filha ajudou ela a pular o muro. Coloquei ela para dentro e tranquei as portas porque não sabia se tinha alguém atrás. A minha intenção foi ajudar. Mandei minha menina chamar a mãe dela na casa dela”, declarou a mulher, que prefere não ser identificada. Em seguida, a adolescente foi levada de carro para um hospital.

A menina foi atraída para a casa de uma das criminosas, na última quinta-feira (29) sob o pretexto de que haveria uma festa no local. Ao chegar, ela foi esfaqueada e agredida com pedaço de pau e um facão, em uma sessão de tortura que durou quase 4 horas.

Uma cova foi feita no quintal da casa, para que a menina fosse sepultada. “Elas começaram a me bater, me amarraram, me mostraram onde eu iria ser enterrada. Nisso, me deram uma facada e me colocaram na cova. Pensava só que eu ia morrer", contou a vítima.


As quatro adolescentes, com idades entre 13 e 16 anos, foram apreendidas por cometer o ato infracional. O caso foi filmado por uma das autoras (vídeo abaixo). Todas as envolvidas se conhecem e estudam na mesma escola. 

Mais um caso dos "menos bonzinhos" que a esquerda tanto acolhe e que Maria do Rosário com certeza acolheria em seus braços. 

Vejam as cenas tristes e lamentáveis (cenas fortes): 

0 comentários :